Estética in Blog

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Fatores de Crescimento & Peptídeos Bioidênticos®: terapia combinada para uso em Cosméticos





Fatores de crescimento humanos ou HGF (Human Growth Factors) são moléculas biologicamente ativas que regulam o ciclo celular atuando na membrana das células provocando uma cascata bioquímica que age diretamente no núcleo promovendo a transcrição gênica, processo muito importante que ordena a sequência de aminoácidos que se tornam proteínas. Atuam no processo de reparo e regeneração e são encontrados em vários tecidos em fase de cicatrização ou renovação celular. São conhecidos também como citoquinas responsáveis pela comunicação celular que acontece por reconhecimento específico do mensageiro pela célula por meio dos receptores celulares específicos.
Diversas células epidermais e epiteliais como queratinóticos e fibloblastos produzem esses fatores ou são ativados por eles.

A utilização de fatores de crescimento em cosméticos ainda é recente e com grande foco em tratamento de cicatrização, ação anti-aging e estímulo do crescimento capilar.
A obtenção dos fatores de crescimento para uso em cosméticos é baseado em biotecnologia a partir da bactéria Eschericia coli que em sequência são purificados e encapsulados em nanossomas que garante estabilidade e biodisponibilidade.
Os peptídeos biodênticos® são derivados dos fatores de crescimento isolando-se a sua fração ativa. Esses peptídeos também são nanoencapsulados.

A terapia combinada será efetiva no tratamento de cicatrizes, no rejuvenescimento e na tricologia.

Bioativos encontrados no mercado:

NANOFACTOR® EGF
Fator de Crescimento Epidermal (EGF)
INCI : Oligopeptide-1
Ação: Acelera a formação de tecido de granulação saudável, diminui a
pigmentação da pele em decorrência de processo inflamatório. Reeptelizante.
Indicação: Cicatrização cutânea, anti-aging.

NANOFACTOR® bFGF
Fator de Crescimento Fibroblástico Básico (bFGF)
INCI: Polypeptide 1
Ação: Atua na síntese de matriz extra celular de boa qualidade. Previne formação de quelóides e cicatrizes hipertróficas
Indicação: Cicatrização cutânea, anti-aging, revitalização folicular.

NANOFACTOR® TGFß
Fator de Crescimento Transformador (TGFß)
INCI: Polypeptide 5
Ação : Estímula da produção de matriz extra celular de qualidade. Previne fibrose.
Indicação: Cicatrização cutânea, anti-aging


NANOFACTOR® IGF
Fator de Crescimento Insulínico (IGF)
INCI: Oligopeptide-2
Ação: Potente cicatrizante. Acelera a remodelação do tecido. Estimula o crescimento de cabelos
Indicação: Cicatrização cutânea, anti-aging, tratamento capilar. Especialmente indicada para ferimentos com desordens vasculares ou influenciados por diabetes.

NANOFACTOR® aFGF
Fator de Crescimento Fibroblástico Ácido (aFGF)
INCI:Polypeptide 11
Ação: Estimula a formação de novos vasos sanguíneos
Indicação: Crescimento capilar, angiogênese, previne despigmentação capilar, Especialmente indicado  para ferimentos decorrente a fragilidade vascular (úlcera varicosa), queimaduras e diabetes (pé diabético).

NANOFACTOR® VEGF
Fator de Crescimento Vascular (VEGF)
INCI: Polypeptide 9
Ação: Estimula a formação de novos vasos sanguíneos e  ação vasodilatadora simultânea.Reverte a atrofia folicular induzida pela DHT. Aumenta o tamanho dos folículos.
Indicação: Tratamento capilar

IDP-2 PEPTÍDEO®
INCI: Decapeptide 4
Ação: Potente cicatrizante.
Indicação: Regenerador das três camadas de pele. Especialmente indicado no pós procedimento imediato.

TGP-2 PEPTÍDEO®
INCI: Oligopeptide 34
Ação: Despigmentante potente e bioidêntico. Seguro para todos os fototipos.
Indicação: Tratamento clareador de alta-performance.


 Referências 

VIEIRA, A.C.Q.M.  et al. Fatores de crescimento: uma nova abordagem cosmecêutica para o cuidado antienvelhecimento. Rev. Bras. Farm., v.92, n.3, p. 80-89, 2011. http://www.rbfarma.org.br/files/rbf-2011-92-3-1.pdf

Drª. Sheila Gonçalves: Diretora Técnica da Medicatriz Dermocosméticos, Farmacêutica Industrial graduada pelas Faculdades Oswaldo Cruz- São Paulo (SP).Pós-graduada no Setor de Cirurgia Plástica da UNIFESP- Universidade Federal de São Paulo. Pós-graduada em Gestão Empresarial pela UNIRADIAL- Estácio de Sá. É esteticista e possui 22 anos de experiência em cosméticos de tratamento, atuando como farmacêutica responsável e sócia-diretora da Medicatriz Dermocosméticos (SP). Docente do Curso Racine de Pós-graduação do Instituto Racine. Docente do Curso de Pós- graduação em Cosmetologia das Faculdades Oswaldo Cruz. Foi docente do Curso de Pós- Graduação em Estética do IBECO e do Centro Universitário do SENAC-SP. Colaboradora dos livros: “Cosmetologia Aplicada a Dermoestética” 1º edição, “Ativos Dermatológicos – Volume 7” e do “Guia Didático para Estética” . Apresentadora do “Programa Pele Mais Bonita” na TV Aberta São Paulo Canal 9 da NET. Consultora de revistas e sites especializados em Beleza & Saúde, programas de TV Você Bonita (TV Gazeta) e rádio. Indicada pelo SEBRAE-SP como “Destaque Empresarial da Zona Sul de São Paulo” prêmio concedido pala Associação Comercial de SP.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Toda a arte da Beleza!

A história de como a Beleza é vista pela humanidade se confunde com a história da Arte, pois foram - e ainda são! - os artistas que nos contam, através de suas obras, o que eles consideram belo. É observando e estudando as obras de arte mais antigas que podemos traçar um perfil do que é considerado belo, desde a pré-História até a nossa história contemporânea, e concluímos que a Beleza não é um conceito absoluto e imutável, mas pode assumir diversas facetas, segundo o período histórico, o país e a cultura de cada povo. Usamos o adjetivo “belo” para nos referirmos a algo que nos agrada, alguma coisa que se fosse nossa, nos deixaria muito felizes, afinal ninguém consome o que é feio (mas isso já é uma outra história...). 

 O que é Belo, afinal? 
Para um artista, representar a beleza de um corpo significa, tanto responder à pergunta “O que é a Beleza?”, quanto adequar-se aos padrões de beleza de sua época (“O que é considerado belo?”). O artista precisa pensar no conceito de perfeição de sua época, e mesmo numa mesma época e numa mesma cultura, é possível que vários conceitos de Beleza coexistam. Se hoje, um corpo bronzeado e “sarado”, esculpido através de exercícios físicos é considerado belo; para Pierre-Auguste Renoir, pintor impressionista francês, por exemplo, belo era um corpo voluptuoso, cheio de curvas e de pele branca, leitosa. O que é belo afinal? Onde está a perfeição que tanto buscamos? O que pode ser considerado perfeito?


As banhistas, Pierre-Auguste Renoir, 1918-1919


 Desde os primórdios, até hoje em dia 
O homem usa a arte para representar a sua vida, o seu dia a dia, os seres amados, as suas descobertas, as suas religiões e rituais, e, desde a pré-história, podemos observar a representação do corpo feminino na Arte.

Um dos exemplos mais antigos é a a pequena estatueta chamada “Vênus de Willendorf”, que tem cerca de 11cm de altura e data de cerca de 24.000 a.C. Ela não pretende ser uma representação fiel ou um retrato de uma mulher, mas uma idealização da figura feminina. O ventre, os seios e a barriga são bastante volumosos, enquanto os braços são frágeis e estão apoiados sobre os seios, ficando quase imperceptíveis. A face da mulher não é visível e a sua cabeça é coberta de tranças (ou mesmo de vários olhos). Com essas características, o principal conceito representado com a Vênus de Willendorf é a fertilidade feminina, mostrando as características de uma mulher grávida. Se formos pensar, a gravidez era considerada um fenômeno envolto em mistério, considerado quase “mágico”! Levou tempo até que se fizesse a relação direta entre o ato sexual e o nascimento de uma criança e, até isso acontecer, as mulheres eram consideradas “fantásticas” e as características de seus corpos durante a gravidez eram exaltadas.


Vistas da Vênus de Willendorf


Já a escultura que retrata Nefertiti, rainha do Antigo Egito, por exemplo, traz linhas retas, marcadas e a pele escura. O busto possui apenas um dos olhos pintados, o outro é um olho branco, o que nos deixa inquietos e que pode ser a representação de um olhar para o interior, para os problemas da “alma”. É uma outra visão da mulher...


Nefertiti, 1370 - 1330 a.C.



Vênus de Milos
Para os gregos antigos, a Beleza residia na harmoniosa proporção entre as partes. Eles estudaram incansavelmente as proporções, e toda representação humana tinha como base a busca pela simetria. Por exemplo, foram os gregos que determinaram que a altura considerada ideal para a representação de um corpo humano adulto é de oito cabeças (até hoje essa proporção é utilizada, principalmente em ilustrações, como os super-heróis dos quadrinhos). Os gregos procuravam retratar a realidade ao mostrar a anatomia perfeita de músculos, ossos, expressões faciais e posturas corporais, mas sem nunca abandonar o ideal de perfeição simétrica.

 A representação do feminino a gosto do freguês 
Em todos os séculos, as proporções para expressar a Beleza foram amplamente discutidas, mesmo que segundo as épocas, essas proporções mudem. A Arte estabeleceu que deve haver, por exemplo, uma determinada relação entre os dedos da mão e a própria mão, entre a mão e o resto do corpo. Mas e qual é a melhor relação? Qual a melhor proporção entre as partes do corpo? Bem, isso é outra coisa completamente diferente, é questão de gosto e o gosto muda completamente ao longo dos séculos. Afinal, o “gosto” de quem vê define o que é Belo!

Podemos dizer que a Beleza reside naquilo que agrada de maneira desinteressada. É verdade que sempre esperamos que o nosso gosto seja universal, ou seja, que todos vejam Beleza onde também vemos, mas não é assim que acontece. A percepção do Belo não é universal, mas sim subjetiva, dependendo da visão, da cultura e do gosto de cada um.

A representação do corpo feminino, ao longo de toda a história da Arte passou por diversas fases. As mulheres foram retratadas através de Maria e de personagens bíblicas, através da mitologia da antiguidade clássica (com representações de Vênus, Palas-Athenea, Diana e etc.), foram apenas retratos do dia a dia de trabalho (como os retratos das serviçais feitos pelo holandês Johannes Vermeer), foram lânguidas, sexies e castas... enfim, cada época, cada período da história da Arte procurou representar a realidade dos corpos das mulheres e os hábitos e costumes de cada cultura.


A leiteira, Johannes Vermeer, 1660


 Fotografia fiel? 
A modernidade trouxe novas técnicas e os avanços científicos possibilitaram o aparecimento da fotografia, e posteriormente, do cinema. Para alguns artistas, a fotografia imobilizava de forma cruel a realidade, tirando o mistério das representações dos corpos mostradas através da pintura e escultura. Para alguns artistas, a fotografia simplesmente “matava” as possibilidades da imaginação. Hoje, sabemos que não é assim! Mesmo antes dos computadores e da “Era Digital”, os retoques e as montagens nas fotos já eram possíveis, tornando ainda mais reais os elementos de sonho ou “fake” das fotos. Nem precisamos mencionar os “milagres” conseguidos com a manipulação de imagens em softwares como o Photoshop, por exemplo...

 A Beleza contemporânea e o profissional de Beleza 
E se olharmos para o nosso tempo, qual é o ideal de Beleza que procuramos? Podemos dizer que, atualmente, assim como assistimos à produção exagerada de objetos manufaturados em série, também assistimos à reprodução e “pasteurização” de um único tipo de Beleza: a mulher magra, jovem, sem celulite, mas com os seios e o bumbum empinados, de cabelos lisos e com a pele sem rugas ou manchas, basicamente. As pessoas buscam incansavelmente esse padrão, e assim como os objetos, acabam perdendo os traços que determinam a sua própria Beleza e que as tornam únicas.

Por isso, o profissional da Beleza deve fugir dessa massificação, dessa busca frenética por um ideal de Beleza pré-determinado e pensar na Beleza possível para cada cliente, focando no bem-estar, na saúde e na auto-estima de cada um. E por incrível que pareça, esse movimento está mais dentro da filosofia da Arte vanguardista do que pensamos! A vanguarda não se propõe a fornecer uma imagem de Beleza natural, intocada; nem quer proporcionar o simples prazer da contemplação de belas proporções. Ao contrário, a ideia é ensinar a cada um interpretar o mundo e enxergar Beleza na diversidade!

 Toda a arte da Beleza! 
A campanha da Estética in São Paulo 2017 evoca, justamente, a relação entre arte e Beleza. Sejam as representações da beleza na arte, ou a arte de levar a beleza para o dia a dia das suas clientes. Através das texturas, buscamos a beleza da imprevisibilidade, como vemos na formação de nuvens, na espuma das ondas do mar, nos tecidos do corpo humano, na íris dos olhos e nos fios de cabelo. As texturas são igualmente ímpares, mas obedecem a um mesmo padrão, como a mistura de cromossomos que torna cada ser humano único.

 Redes Sociais 
Para mostrarmos a diversidade de representações do corpo feminino ao longo da História da Arte (e da própria humanidade!), vamos publicar alguns posts nas nossas redes sociais mostrando essas representações. Acompanhe e veja que, na verdade, como dizem por aí, a “Beleza está nos olhos de quem vê!”. Aproveite!

quarta-feira, 29 de junho de 2016

7 maneiras de usar a água termal e ter resultados incríveis na pele e no cabelo



Rica em oligoelementos, a água termal pode ser usada de diversas formas com benefícios calmantes, cicatrizantes e, também, repondo nutrientes. Diferente daquilo que a gente imagina, a água termal, na verdade, não tem uma característica apenas de embelezamento — e nem só de hidratação. “Ela tem um pH por volta de 7.5, é rica em oligoelementos de alto valor agregado (ou seja, em alta concentração) e dependendo da água termal, temos preponderância maior de alguns desses oligoelementos, os micronutrientes. Por exemplo, nós temos zinco, selênio, silício, ferro, em concentrações diferentes porque vai depender do solo em que essa água termal foi extraída”, explica a dermatologista Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia. Isso, segundo a médica, favorece sua ação, promovendo saúde e beleza em diversos níveis. “Uma água, para que seja considerada termal, ela tem que percorrer uma grande área de terreno. Como essa água vai arrastando desse solo uma série de micronutrientes e minerais importantes, quando há a coleta na fonte da água termal, ela tem alta concentração”, explica. “E é por conta disso, por essa riqueza e combinação de micronutrientes, que a água termal tem esse papel anti-inflamatório, antioxidante e cicatrizante.” Confira os benefícios abaixo e repasse para as suas clientes. Pode acreditar que elas vão te agradecer!

 1. Água termal após a depilação!  
“A água termal gelada ajuda a manter o pH da pele, tem efeito anti-inflamatório, anti-irritante e calmante, além de preparar a pele para receber o hidratante. Sobretudo após a depilação, em que a pele se encontra sensibilizada, o uso da água termal colabora para um processo de reposição desses oligoelementos, fundamentais para restabelecer a função de barreira da pele”, explica.

 2. Após os exercícios físicos?  
“A água termal, além de refrescar a pele, ajuda a repor os oligoelementos e sais minerais perdidos pela transpiração e horas no sol, ajudando a manter o equilíbrio e a saúde da pele. Como colocar isso em prática? Escolher águas termais em spray, podendo deixá-las na porta da geladeira, e borrifar no rosto várias vezes ao dia ou após as atividades físicas”.

 3. Pós-procedimentos e para cicatrização 
“Por conta de ter essa concentração e sinergia de oligoelementos que são importantes com ação anti-inflamatória, reparadora da barreira cutânea, substâncias que induzem a comunicação celular, que fazem com que as células melhorem a capacidade de regeneração, ela tem uma ação importante anti-inflamatória e cicatrizante. Por esse motivo, é muito usada nos pós-procedimentos no consultório dermatológico, como pós-lasers e pós-peelings”, enfatiza. “E além disso, é usada também para tratamentos de eczemas: por exemplo, a água termal de Avène tem na França uma estação que é utilizada para banhos terapêuticos para pacientes com psoríase e com eczema tópico em processos alérgicos e com hipersensibilidade cutânea. Essa fonte é rica em todas substâncias como selênio, zinco, silício, que atestam uma melhora de reparadores de barreira cutânea, “refazedores” do tecido cutâneo e ao mesmo tempo estimulantes de uma cicatrização mais rápida do que o habitual”. Além de ingredientes anti-inflamatórios, a água termal conta com o silício, um antioxidante de primeira linha. “Então, na verdade há uma ação não só para pós-procedimento, pós-sol, mas também para patologias e para eczemas do tecido cutâneo”. 

 4. Ajuda a amenizar as olheiras  
“Para esse uso, a embalagem tem que ficar na geladeira por alguns minutos e, em seguida, deve-se realizar uma compressa sobre a região arroxeada. A temperatura fria em associação aos ativos calmantes estimula a vasoconstrição, diminuindo o aspecto das olheiras. Esse processo pode anteceder o tratamento com cremes ricos em meiyanol, peptídeos, ácido hialurônico, antioxidantes associados a retinol ou alfa-hidroxiácidos, cafeína, chá verde, ácido kójico, hidroxitirosol, vitaminas C e K lipossomada”.

 5. Hidratação quando em ambientes secos 
“A água termal pode ajudar a manter a pele hidratada contra o ar seco do ar condicionado. O tempo seco ajuda a retirar lipídeos e estimula a evaporação de água, o que diminui a hidratação da pele”.

 6. Água termal no cabelo?  
“Embora a absorção pelo fio de cabelo e do couro cabeludo seja menor que a da face, o uso da água termal no cabelo tem efeito benéfico principalmente em dias de muita exposição solar, ou de praia ou piscina, quando a água termal pode ser borrifada para remover o excesso de sal e cloro dos fios, imediatamente após os banhos de piscina e mar. Isso evita danos à ceramida do fio”, explica a dermatologista.

 7. Em queimaduras por frutas 
“Em caso de queimaduras (na face ou nas mãos) por fitofotodermatose (ou seja, dermatoses causadas pelo contato com frutas cítricas ou extratos das plantas e posterior exposição ao sol), se for um quadro em que não houve uma queimadura de segundo ou terceiro grau, apresentando apenas um eritema (vermelhidão) difuso, com microvesículas e sensação de sensibilidade e ardência, o uso da água termal é indicado após lavar abundantemente a área. Esse uso pode ser feito de 3 a 4 vezes ao dia, pois ajuda no alívio da sensibilidade e ardência. Mas nesse caso, deve ser associado a hidratantes fisiológicos à base de nutriomega 3, 6, 7 e 9, de ceramidas, de vitamina E, de manteiga de karitê, de ácido pantotênico, para recuperar e regenerar, ajudar no processo cicatricial e o uso de fotoprotetor físico, nunca químico, para proteger a área lesionada”. 

FONTE: Drª. Claudia Marçal: Dermatologista da Clínica de Dermatologia Espaço Cariz, com especialização pela Associação Médica Brasileira (AMB), membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e membro da American Academy of Dermatology (AAD), CME (Continuing Medical Education) na Harvard Medical School. (Holding Comunicação > Guilherme Zanette)

segunda-feira, 20 de junho de 2016

A vitamina C "redescoberta"




Diversas empresas de cosméticos estão lançando produtos cujo principal ativo é a vitamina C. Isso está acontecendo não só no mercado profissional de Estética, mas também em marcas destinadas ao consumidor final. Queríamos saber mais e por isso convidamos o farmacêutico e vice-presidente da Associação Brasileira de Cosmetologia (ABC), Jadir Nunes, para explicar - com muita propriedade! - o assunto. Olha só:

 Estética in Blog:  Estamos assistindo a uma espécie de "revival" da vitamina C. Praticamente todas as marcas estão lançando produtos com fórmula a base de vitamina C. Por que isso está acontecendo? Alguma nova descoberta?
Jadir Nunes: Isso é normal e sempre acontece na área dermocosmética porque não é fácil nem barato ficar sintetizando e testando novas substâncias ativas. Então as empresas tentam aproveitar ao máximo a utilização dos ativos que já são “consagrados” e que ainda têm uma boa imagem principalmente com os Dermatologistas. E este é o caso da Vitamina C. 

 EIB:  A nanotecnologia tem alguma participação nessa "redescoberta" da vitamina C pela indústria cosmética profissional?
JN: Sim, novas versões de vitamina C em estruturas nano foram desenvolvidas ultimamente e isso com certeza movimentou o mercado, chamou a atenção novamente para a eficácia e principalmente para a estabilidade da vitamina C pura, que foi sempre um grande desafio para os formuladores e agora nesta nova tecnologia está sendo verificada e avaliada.

 EIB:  Quando a vitamina C começou a ser usada na formulação de cosméticos?
JN: A vitamina C foi isolada a partir do suco de limão em 1932 pelos bioquímicos C.G. King e W.A. Waugh e seu uso tópico em cobaias data de 1967 em cremes com 3% para a observação de absorção na epiderme. Comercialmente, desde as décadas de 1980-90 já começou a ser usada, então é um ativo altamente conhecido e já consagrado no mercado.

 EIB:  A vitamina C é um antioxidante poderoso. Quais as suas principais vantagens sobre os outros antioxidantes disponíveis no mercado?
JN: Na realidade, no mercado existem vários outros ativos antioxidantes que são tão poderosos ou até mais do que a vitamina C,  a meu ver ela não seria a “mais poderosa de todas”. A vantagem é relacionada ao histórico de uso: por ser muito estudada e já ter sido utilizada por décadas pelos Dermatologistas, isso dá uma segurança na prescrição por estes profissionais. As empresas aproveitam esta imagem positiva e tentam sempre criar produtos inovadores com a vitamina C em suas mais variadas formas.

 EIB:  Além das propriedades antioxidantes, a vitamina C ainda possui outras propriedades?
JN: Além do efeito antioxidante, ela protege contra os danos da radiação UVB quando combinada com filtros solares, tem efeito sinérgico com a Vitamina E contra os radicais livres, atua como regulador da biossíntese de colágeno (efeito anti-ageing) e também tem um bom efeito clareador da pele.

 EIB:  As concentrações de vitamina C estão cada vez maiores e já existem cosméticos com concentrações de até 20%. Por que isso agora se tornou possível?
JN: Isso ocorre parte pela evolução das tecnologias na pesquisa e desenvolvimento de novas formulações, com sensoriais mais elaborados, com estabilizações da vitamina C em estruturas como a nanotecnologia e outros revestimentos e também pela síntese de moléculas derivadas da vitamina C mais estáveis nas formulações. Quanto a % de uso, a legislação não estabelece um limite máximo, mas a empresa precisa apresentar testes de segurança e eficácia comprovando que naquela % proposta o produto não causa nenhum tipo de dano ao consumidor. Mas pela literatura sabe-se que o nível máximo de absorção de vitamina C pura (ácido L- ascórbico) pela pele é de 20%, então acredito que até o momento o limite máximo de uso ficará próximo desta faixa de 15-20%.

 EIB:  O uso da vitamina C em concentrações altas é seguro para o uso em produtos de homecare?
JN: Aparentemente, pelo que estamos acompanhando no mercado, empresas têm lançado produtos com 15-16% de vitamina C e por serem idôneas nós acreditamos que tenham feito todos os testes de segurança  e toxicológicos que são requisitados e sendo assim os produtos são seguros para uso em homecare. Eu recomendo que o consumidor sempre verifique a idoneidade da empresa quando for adquirir um produto com estas características e se possível que tenha uma opinião, um acompanhamento de um Dermatologista.

 EIB:  Podemos dizer que a vitamina C é um ativo que pode ser facilmente combinado com outros ativos e em vários tipos de veículo (água, gel, creme, pomada e etc.)?
JN: Não, pelo contrário, a vitamina C pura sempre foi e ainda é um grande desafio para os formuladores estabilizarem porque ela é hidrossolúvel, termo lábil e também tem facilidade de degradação, de sofrer oxidação e assim perder sua atividade rapidamente. Em emulsões convencionais ela só pode ser estabilizada se for produzida e envasada em ambiente livre de oxigênio e isso dificulta muito o seu processo de fabricação industrial. Por isso que no mercado tem-se os derivados sintéticos da vitamina C, como por exemplo, o Ascorbil-6-Palmitato,  Fosfato de Ascorbil Magnésio, o Ácido L-ascórbico 2-Glicosídeo, entre outros. Estes derivados sim podem ser facilmente combinados e usados em vários tipos de veículos.

 EIB:  Para ingestão oral de vitamina C, há um limite máximo de absorção. Isso também acontece com a pele, ou posso combinar diversos produtos com este mesmo ativo sem que a pele "se canse" dele? O efeito é cumulativo?
JN: Por via oral, sabemos que a sua RDA (dose diária recomendada) é de 60mg e é importante lembrar que os seres humanos não conseguem sintetizar a vitamina C então necessitam recebe-la diariamente na ingestão de alimentos ou de suplementos. Por esta via sabe-se que a vitamina C facilita a absorção de ferro e também reduz a duração e a intensidade de resfriados. Na pele, estudos demonstraram que a aplicação diária de um produto com 15% de vitamina C pura em pH 3,2 aumentou os níveis deste ácido em 20 vezes no tecido, onde ocorreu saturação após 3 dias. Sendo assim, fica claro que a associação do uso desta vitamina por via oral e tópica são complementares e devem ser estimulados.

 EIB:  Por ser uma vitamina presente em tantas frutas cítricas que consumimos diariamente podemos dizer que a vitamina C é um antioxidante seguro e com risco reduzido de causar alergias? Existem contra indicações? Algum cuidado especial na aplicação desses cosméticos?
JN: Sabemos que a vitamina C é encontrada em frutas como laranja, limão, acerola, abacaxi, mexerica, goiaba, caju, morango e outras fontes como tomate, agrião, pimentão, salsão, e como vimos sua síntese foi em 1932, então há uma grande tranquilidade em utiliza-la tanto por via oral como por via tópica. O alerta maior por via tópica seria a questão do pH, onde sabemos que sua melhor absorção e eficácia seria numa faixa de pH mais baixo, na faixa de 3,5 e isso para algumas pessoas pode causar algum desconforto, alguma reação irritativa no local de contato do produto com a pele.

Jadir Nunes é vice-presidente da ABC, Associação Brasileira de Cosmetologia, Farmacêutico, consultor independente nas áreas de inovação, pesquisa e desenvolvimento nas áreas de produtos cosméticos e farmacêuticos. Professor, coordenador de cursos e treinamentos técnico-científicos focado em inovação, pesquisa e desenvolvimento de novos produtos nas áreas cosmética e farmacêutica. Foi presidente da Associação Brasileira de Cosmetologia de 2005 a 2009.

1 e 2. BEL COL, BIO C  Vitamina C, Home Care e Uso Profissional - Fluído de tratamento que por sua alta capacidade antioxidante, inibe as cascatas de radicais livres, favorecendo a manutenção e a recuperação da jovialidade. Ação clareadora, confere aspecto iluminado e uniforme à pele, com potencial de estímulo da síntese do colágeno, o que favorece a manutenção e recuperação da jovialidade. Seu uso contínuo torna a pele firme, resistente e saudável. SAC (11) 4161-8450 www.belcol.com.br

3. PEEL LINE, NanoLift C-Pure 15% - Vitamina C nanotecnológica para peles fotoenvelhecidas em serum. Indicada como preventivo em tratamentos anti-aging e para a saúde de todos os tipos de pele. Com os ativos nanotecnológicos, vitamina C 15%, nano retinol e oligominerais. Indicação: uso profissional e home care. www.peelline.com.br

4. MEDICATRIZ, Elixir Nano Plus C - Complexo vitamínico que possui ativos como vitamina E, vitamina B, creatina, e o principal, a vitamina C nanoencapsulada a 15%. A nanotecnologia permite uma maior permeação pela pele, fornecendo hidratação e indução da síntese de colágeno. Tem efeito antioxidante e clareador. www.lojamedicatriz.com.br

5. MEDICATRIZ, Máscara Nano Plus C – Tem ação clareadora visível desde a primeira aplicação. Com vitamina C nanoencapsulada a 15%, promove ações sinérgicas que permitem a pele uma renovação e uma potente antioxidação. www.lojamedicatriz.com.br

6. MEZZO, Inverse C - Água com vitamina C glicoestável. Com ação antioxidante intensificada, promove maior luminosidade para pele, combinado com ativos como ácido hialurônico vetorizado em silício orgânico, fosfolipídios e Z-íon-Term, ajudam na hidratação, restauração da função barreira, comunicação celular além de acelerar o processo de renovação celular sem causar irritabilidade.

7. MEZZO, Hidra C - Vitamina C com ácido hialurônico. Ação anti-age, clareadora e hidrant, o fluído hidratante facial atua como estimulador na formação de colágeno, restituindo a elasticidade e o frescor da pele, além de possuir alto poder rejuvenescedor. Apresenta excelente absorção da pele, tendo fácil aplicação. Indicado para todo tipo de pele.

8. ÁRAGO, Nanoderme - Vitamina C a 10% totalmente estabilizada com a avançada tecnologia das nanoesferas, partículas 100 vezes menores que os espaços intercelulares da pele. Promove maior permeação e disponibiliza a vitamina C de forma mais gradativa e profunda; associada ao ácido ferúlico, clareador e inibidor da formação da melanina através de barreiras nas membranas celulares que associados à vitamina E e polifenóis, oferecem excelente ação antiage e antioxidante. www.arago.com.br

9. DERMAGE, Improve C Mousse - Mousse antiaging com vitamina C, que reduz a aparência e intensidade das rugas após 45 dias de uso. Melhora a textura e luminosidade da pele, tornando-a macia e uniforme. SAC 0800 024 1064 www.dermage.com.br

10. DERMAGE, Improve F - Sérum com textura ultrafluida, de rápida absorção, desenvolvido para pele brasileira. A combinação da vitamina C com o phloretin garante ação antioxidante potente, ação protetora e reparadora do DNA, ação antirrugas; e micropartículas reluzentes que proporcionam radiância imediata. Resultados visíveis após 30 dias de uso. SAC 0800 024 1064 www.dermage.com.br

11. BIOMARINE, Rever C - C 12 Fort - Sérum facial antienvelhecimento para todos os tipos de pele. Proporciona nutrição, hidratação, maciez, uniformiza e clareia a pele, além de possuir fator de proteção 25 e prevenção 15. Contém: vitamina C pura 20%, ácido ferúlico, ácido hialurônico e resveratrol. Possui propriedade antioxidante, inibindo a ação dos radicais livres e, consequentemente, minimizando o envelhecimento cutâneo. SAC (11) 4196-1500 São Paulo Capital e Regiões Metropolitanas e 0800 880 1500 para demais localidades.

12. COSMOBEAUTY, Sabonete Mousse Facial - Com 10% de vitamina C e diversas propriedades benéficas para a pele, ainda aminoácidos que repõem os nutrientes idênticos ao da nossa pele, pantenol e fucogel, que permite que os ativos fiquem sobre a pele, garantindo uma hidratação prolongada. SAC (11) 4196-1500 São Paulo Capital e Regiões Metropolitanas e 0800 880 1500 para demais localidades.

13. ADCOS, Derma Complex Vitamina C20 - Vitamina C pura em sua máxima concentração efetiva e estável, 20%, combinada a carcinina, ácido ferúlico e vitamina E. Estimula a produção de colágeno, proporcionando a redução de rugas e linhas de expressão e o aumento da firmeza, além de uniformizar a tonalidade da pele. Seu grande diferencial é a presença da carcinina e a proteção que oferece ao DNA celular. Indicada para todos os tipos de pele, a fórmula é livre de parabenos e perfumes, além de ser oil-free, com toque seco e efeito mate. SAC 0800 722 1123 www.adcos.com.br



terça-feira, 7 de junho de 2016

Nós é que temos muito orgulho de vocês!


Há menos de um ano, lançamos a campanha "Orgulho de ser Esteticista", com o intuito de resgatar, ou de no mínimo, relembrar a beleza de uma profissão que resgata, diariamente, a autoestima e o amor próprio de tantas pessoas.

Vocês abraçaram a nossa campanha, adotaram a hashtag #orgulhodeseresteticista e mostraram ao mundo que têm não só orgulho, mas carinho e amor pela profissão de esteticista.

Especialmente, durante a Estética in Rio, vimos as redes sociais serem inundadas com #orgulhodeseresteticista. Vocês postaram fotos, muitas fotos: sozinhas, em grupo, com a melhor amiga, selfies, fazendo pose, com "carão", com corações, sacolas... E mais do que as páginas das redes sociais, vocês nos encheram de alegria!

Hoje, estamos aqui para dizer o quanto nós nos orgulhamos de vocês. Nós, que trabalhamos o ano inteiro para fazer da Estética in Rio e da Estética in São Paulo eventos inesquecíveis, hoje temos o peito inchado de tanto orgulho das nossas esteticistas que estão sempre buscando aprendizado e conhecimento!

Parabéns para vocês e muito, muito obrigado por nos ajudar a fazer um evento onde cada vez mais, vocês se sentem em "casa"!

No video que está aqui embaixo, colocamos algumas fotos que achamos nas redes sociais! Se a sua foto não está aqui, envie para a gente: contato@esteticainblog.com.br. Quem sabe não fazemos um segundo vídeo? ;-)


video

terça-feira, 31 de maio de 2016

Os nossos eventos de 2016

Para nós, que organizamos a Estética in Rio e a Estética in São Paulo, o ano de 2016 já trouxe excelentes resultados! Os eventos que preparamos para vocês foram tudo de bom, e isso só nos dá mais vontade e gás para fazermos ainda melhor em 2017!

Confira nas fotos abaixo um pouquinho de tudo o que aconteceu!

  ESTÉTICA IN SÃO PAULO  

A Estética in São Paulo foi realizada de 19 a 21 de março de 2016, no Palácio de Convenções do Anhembi, em São Paulo. Além da feira de Beleza, Saúde e Bem-Estar, a EISP contou com os Congressos de Estética, de Dermopigmentação, com o Fórum de Gestão, com Workshops Gratuitos e com os Eventos Paralelos.


Entrada do Evento

Secretaria e Credenciamento
Homenagem da Estética in São Paulo para as Esteticistas

Apresentação do Ballet Fama na Abertura do Congresso de Estética
Comissão Científica e convidados durante a execução do Hino Nacional, na Cerimônia de Abertura do Congresso de Estética

Fernando Rocha, apresentador do programa Bem-Estar, da Rede Globo, durante a sua palestra inaugural do Congresso de Estética "Na medida do possível"

Patrícia Carrazeda apresentou a prática da palestra sobre lifting facial não-cirúrgico, com a dermatologista Dra. Renata Roxo

O terapeuta corporal chileno, Juan Bahamondes, durante a apresentação prática de sua palestra, no Congresso de Estética

João Tassinary falou sobre tratamentos não-invasivos para combater a gordura localizada

Dr. Thor Schmidt palestrou sobre Ginecologia e Estética
Platéia no auditório do Congresso de Estética, durante a palestra da coach de negócios, Miria Kutcher
Esteticistas sorteadas para o "Momento da Beleza", transformação oferecida pela Estética in São Paulo e a equipe do salão Jacques Janine

Alexandre Simas à frente da equipe do "Momento da Beleza"

Os apresentadores do Congresso de Dermopigmentação: Vânia Machado, Eliana Giaretta e Léo Calheiros

A dermopigmentadora espanhola, Eugenia Arrieta, durante a sua palestra sobre olhos

A diretora da Open Brasil, Fátima Facuri, durante o discurso de abertura do Congresso de Dermopigmentação

A russa Alina Soloveva no Congresso de Dermopigmentação

Alan Spadone no Congresso de Dermopigmentação

A homenagem de Alan Spadone à sua esposa, Marcela Spadone, e aos organizadores da Estética in São Paulo: Fátima Facuri, Eduardo Gouvêa e Ricardo Torres

O Talk Show sobre neutralização e correções em micropigmentação com o argentino Alejandro Ciarlo

O auditório do Congresso de Dermopigmentação

Circulação da Feira de Saúde, Beleza e Bem-estar

Eliana Giaretta no Café com Letras

Léo Calheiros e Sidney Duarte no Café com Letras

Workshops e Eventos Paralelos
  ESTÉTICA IN RIO 


A Estética in Rio aconteceu de 21 a 23 de maio de 2016, no Centro de Convenções SulAmérica, no Rio de Janeiro. Este ano a Estética in Rio completou 10 anos e, para nós, foi muito emocionante prepararmos um evento com esse marco! Assim como a Estética in São Paulo, a EIR ofereceu dois congressos: o de Estética e o de Micropigmentação, além da feira de Beleza, Saúde e Bem-Estar, dos Workshops Gratuitos e dos Eventos Paralelos.

Dá só uma olhada!


Entrada do Evento

Secretaria e credenciamento
Entrada da Feira de Saúde, Beleza e Bem-Estar

Circulação da Feira

Vista aérea da Feira
A coordenadora científica do Congresso de Estética, da Estética in São Paulo, Ana Claudia Petkevicius, apresentou a Cerimônia de Abertura do Congresso de Estética, da Estética in Rio

A coordenadora do Congresso de Estética da Estética in Rio, Claudia Eveline

A diretora da Open Brasil, Fátima Facuri, dá as boas-vindas às profissionais presentes no auditório durante a Cerimônia de Abertura do Congresso de Estética

Comitê Científico e convidados durante a Cerimônia de Abertura do Congresso de Estética
Auditório do Congresso de Estética

Fábio Borges palestrou sobre "Ondas de Choque"

Ricardo Trajano no Bloco de Fototerapia

O massoterapeuta Erick Schulz na sua palestra sobre terapias Welness
A convite da Desiré Cosméticos, a eterna Marrom (Alcione), deu uma canja para a platéia do Congresso de Estética

Léo Calheiros, a micropigmentadora russa Elena Pavlova e Rafael Ferreira, no Congresso de Micropigmentação
Rebecca Chung, diretamente de Hong Kong, palestra sobre sobrancelhas no Congresso de Micropigmentação
A micropigmentadora Alcione Maroloco palestra sobre os 7 pecados capitais do Micropigmentador
A blogueira Simone Aline, do Blog S.A., comanda o 2º Encontro Blogueiras in Rio

As blogueiras na platéia do Encontro Blogueiras in Rio

O Fórum de Estética e Cosmética que discutiu o futuro da profissão de Esteticista

Demonstração de técnica durante a feira

Demonstração de aparelho durante a feira

Workshop
Eliana Giaretta no Café com Letras

Fábio Borges autografa seu livro no Café com Letras

Léo Calheiros e Sidney Duarte com fã, no Café com Letras

E como um bônus para vocês, a Estética Live TV, em parceria com a Estética in Rio, produziu um vídeo durante o evento para mostrar todo o alto astral dos 10 anos da EIR!